sexta-feira, março 04, 2011

Algumas coisas sobre as quais gostaria de lhe dizer.

Não adianta, eu não sei e não consigo te odiar, ou simplesmente sentir raiva de você. Por mais que eu tente, ou que meu coração às vezes, peça por isso. Simplesmente não dá. Palavras certas sempre me derretem, e pelo visto, você sabe bem disso. E te esquecer, vai ser algo voluntário, porque involuntariamente eu te amo. Tudo, cada detalhe, cada pedaço seu. Como lhe disse, é involuntário. 
Parece que meu coração finalmente encontrou um lar que o acolha como deve ser. Para sempre, nunca é para sempre. Então que seja para sempre enquanto dure. Com toda a intensidade, romance, e felicidade que há. Com todas aquelas conversas bobas aos domingos, assistindo algum filme. Ou então, quando estamos prestes a dormir, que nunca esqueço de te dar aquela mordidinha na bochecha, que sei que você adora, apesar de reclamar.
Dificilmente no futuro, esquecerei a sensação de segurança que seus abraços acolhedores me dão. Como do gosto do seu beijo, e do meu desejo por ti. Como dessa necessidade de falar e escrever sobre você, e sobre o que me faz bem. E claro, você não poderia ser excluído.
Quando acordo pela manhã, e não te vejo ao meu lado, meu coração se entristece. Mas logo quando vejo algum de seus bilhetes, ele sempre se alegra novamente. Então, meu amor, lhe peço: nunca deixe que esse amor que mora em mim por ti, morra. Sempre o nutra, e o alimente. E claro, nunca se esqueça de mim.
~ Ary Leal 

3 comentários:

@dannix3 disse...

QUE LINDO ARY *-* como todos os teus textos né, af diva. Bom eu não sei se você sabia mas eu também tenho blog hihi Tem posts novos lá, agradeceria se passasse lá pra dar uma opinião sincera rs :) beijos

Fernanda disse...

QUE - LINDO *-*

Verônica Heiss disse...

que bonito (:

Postar um comentário